Com o tema “Trabalho docente no século 21: conjuntura e construção de resistências”, a Rede Latino-americana de Estudos sobre o Trabalho Docente (Redestrado) convida, para o 9º Redestrado, educadoras e educadores do país para estarem na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), no interior de São Paulo, entre os dias 8 e 10 de novembro.

“Na situação vivenciada no país torna o encontro da Redestrado ainda mais fundamental para criarmos uma resistência mais forte ao desmonte da educação, onde todos perdem, os profissionais, os estudantes, mas principalmente a sociedade e a nação”, afirma Paulo Nobre,  diretor do Sinpro e secretário-geral da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil em São Paulo (CTB-SP).

A Rede Estrado foi criada em 1999 e promove encontros bienais nos países participantes com o objetivo de propagar estudos e pesquisas sobre o trabalho docente. Para tanto, autoras e autores de livros e revistas com a temática sobre o trabalho do magistério são convidados a participar do evento. Também ocorrerão fóruns e reuniões, exibição de filmes e vídeos.

Saiba como fazer a inscrição AQUI.

Para Nobre, eventos como o Redestrado “fortalecem a resistência com o acúmulo e o compartilhamento de estudos sobre as mudanças que ocorrem nas relações de trabalho e tanto prejudicam a classe trabalhadora”.

“O contexto atual marcado, entre outros aspectos, pela ampliação das formas de contratação precárias, pelas novas ondas do gerencialismo público, pelos avanços dos processos de privatização, pelas tentativas de esfacelamento dos coletivos e pelas políticas de cerceamento de liberdade na atuação das professoras e professores nas instituições educacionais, exigem de nós amplo debate e construção de resistências”, realça texto de apresentação do Redestrado deste ano.

Fonte: CTB

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *