filme sacco vanzetti convite digitalEm 23 de agosto de 1927 Nicolau Sacco e Bartolomeu Vanzetti foram executados na cadeira elétrica numa prisão estadunidense. Um caso flagrante de erro judicial que causou enorme indignação internacional. Manifestações de protesto ocorreram em todo o mundo, inclusive no Brasil.

Mesmo sem provas, eles foram condenados à morte. A principal razão desta sentença injusta foi o preconceito social. Os dois eram imigrantes italianos e anarquistas. Na época, os Estados Unidos viviam em meio a uma onda anticomunista. Milhares de militantes de esquerda acabaram sendo presos e centenas deportados.

O filme Sacco e Vanzetti, drama político ítalo-francês de 1971, dirigido por Giuliano Montaldo, trata desse episódio trágico da história estadunidense. Estrelado por Gian Maria Volonté e Riccardo Cucciola, ganhador do prêmio de melhor ator em Cannes. Outro destaque é a belíssima trilha sonora feita pelo maestro Ennio Morricone e interpretada por Joan Baez.

Durante a ditadura militar o filme foi proibido no Brasil e somente pode ser exibido em 1980, quando do início do processo de abertura política.

Sacco e Vanzetti (1971)

Um filme de Giuliano Montaldo
Estrelando Gian Maria Volonté e Riccardo Cucciola, ganhador do prêmio de melhor ator em Cannes.
Música: Ennio Morricone e Joan Baez

Dia 23 de agosto (4ª feira) às 19 horas.
Local: Museu da Imagem e do Som – R. Regente Feijó, 859 – Centro – Campinas.
Promoção: Fundação Maurício Grabois (FMG), Instituto João Zinclar (IJZ), Associação dos Professores da PUCC (Apropucc), Sindicato dos Professores de Campinas e Região (Sinpro), Sindicato dos Trabalhadores da Unicamp (STU), Sindicatos dos Jornalistas Profissionais do Estado de São Paulo e União da Juventude Socialista (UJS).
Apoio: Museu da Imagem e do Som (MIS), Museu da Cidade (Muci), Secretaria de Cultura da Prefeitura Municipal de Campinas (SMCC).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *