No dia 22 de novembro, quarta-feira, às 19h30, na Semana da Consciência Negra, será exibido no Museu da Imagem e do Som de Campinas o documentário da diretora Shola Lynch que retrata a vida da comunista e ativista negra Ângela Davis.

Depois de estudar na Europa, Ângela tornou-se professora de filosofia na conceituada Universidade da Califórnia. Mas, logo seria demitida por pressão do então governador Ronald Reagan. Nos anos 1970 foi falsamente acusada de organizar uma fuga de presos na qual morreu um juiz e quatro outras pessoas. Transformou-se na mulher mais procurada dos Estados Unidos. Após sua prisão, comemorada pelo presidente Nixon, organizou-se uma campanha internacional por sua libertação.

A exibição é gratuita.

Diretora: Shola Lynch
Dia 22 de novembro (4ª feira) às 19h30
Local: Museu da Imagem e do Som (R. Regente Feijó, 859 – Centro)
Promoção: União Brasileira de Mulheres (UBM) e União dos negros pela Igualdade (Unegro)
Apoio: Museu da Imagem e do Som (MIS), Museu da Cidade (Muci), Secretaria de Cultura da Prefeitura Municipal de Campinas (SMCC).

 

Fonte: Carta Campinas com informações de divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *