ato campinas funcionáriosDia 30 de junho foi uma data marcada por mobilizações por todo o país contra as reformas trabalhista e previdenciária e por diretas já. Funcionários e diretores do Sinpro participaram de atos pela região e manifestaram repúdio pelas reformas do governo ilegítimo que pretende retirar os direitos dos trabalhadores.

Em Campinas, a manifestação logo pela manhã no Centro de fechou agências bancárias e do INSS. O ato principal aconteceu no Largo do Rosário. Por volta das 19 horas os manifestantes saíram em passeata pela avenida Francisco Glicério “coração financeiro”, em direção a Prefeitura, onde haveria nova concentração. O trânsito da Glicério foi interrompido pela passagem dos manifestantes.

piracicabaEm Piracicaba, o ato começou em frente ao Terminal Central e seguiu para o centro da cidade. Na caminhada, a cada quarteirão lideranças dos movimentos sociais explicavam para a população piracicabana quais os prejuízos a reforma trabalhista trará para os trabalhadores brasileiros. A manifestação também parou em frente aos bancos, que foram apontados pelos manifestantes como dos principais motivadores das reformas. O Sinpro Campinas e região foi representado pelo presidente do sindicato Carlos Virgilio Borges, o Chileno. No ato, Chileno criticou as reformas trabalhista e previdenciária e também destacou o ataque à educação que o governo de Temer tem feito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *